Eu, Robô

setembro 30, 2008

Discuta esse post no Fórum Omega Geek

1- Nenhum robô pode ferir um ser humano, nem permitir que sofra, por omissão, qualquer dano.

2- Um robô tem que obedecer às ordens que lhe forem dadas pelo ser humano, a menos que contradigam a primeira lei.

3- A obrigação de cada robô é preservar a própria existência, desde que não entre em conflito com a primeira ou a segunda lei.

Essas leis, embora pareçam simples, garantem a segurança humana no convívio com esses trabalhadores artificiais. Sendo estas leis a base do comportamento robótico, não corremos nenhum risco de encontrar um exército de robôs pronto para tomar o poder e matar quem estiver à frente.

Mas de onde surgiram essas leis, e quem foi o responsável pela sua criação?

Continue lendo »

Anúncios

Wall-E, o retorno do Homem de Lata

julho 1, 2008

A primeira imagem de Wall-E é uma terra abandonada e estéril, transformada em uma pilha de lixo, mas uma senhora pilha de lixo, herança de séculos e séculos de descaso. A humanidade partiu para o espaço há 700 anos e deixou para trás um exército de robôs faxineiros para dar um jeito na bagunça.

Só que depois de sete séculos os robôs estão todos desativados, todos exceto um solitário robozinho, que trabalha incansavelmente limpando a sujeira deixada para trás, transformando-a em arranha-céus de lixo compactado. Este robô é Wall-E, o cativante protagonista do novo filme da Pixar.

Continue lendo »