The Mentalist

janeiro 28, 2009

banner-mentalist

Patrick Jane costumava ganhar a vida como um médium. Valendo-se de seus poderes paranormais, ele participava de talk-shows televisivos e entrava em contato com pessoas do além, ao vivo, para transmitir mensagens aos seus entes-queridos ainda vivos. De vez em quando, ele também assistia a polícia na resolução de crimes, contatando as vítimas a fim de obter detalhes sobre seus homicídios.

Não se trata de um show sobrenatural. Muito pelo contrário. Como o próprio Patrick gosta de dizer, ele apenas presta atenção. Pormenores que passariam despercebidos pela maioria das pessoas são facilmente notados por ele. Olhares, gestos, tons de voz, reações. Ele os observa e os analisa, deduzindo e teorizando, assim, os fatos. Ele é tão bom no que faz que ninguém nunca percebeu. Exceto por uma pessoa.

O turning point na vida de Jane veio quando ele se dispôs a auxiliar a polícia na caçada a um assassino em série conhecido como Red John. Um asssassino tão meticuloso e astuto que se encontra sempre a um passo à frente da polícia. Sua marca registrada é uma face sorridente, pintada com o sangue das vítimas, sempre posicionada de tal forma que é a primeira coisa que qualquer um, ao entrar no cômodo do crime, vê. Um prelúdio do que estar por vim. Continue lendo »

Anúncios