Belas Maldições

novembro 18, 2008

Discuta esse post no Fórum Omega Geek

banner_literatura

Encontre um pop-star da literatura, mestre no obscuro, em fazer o fantástico encontrar o mundano, e pesquisador de mitos. Misture com o autor de uma das maiores séries de comédia fantástica (ou de fantasia cômica?) existente, especialista em humor nonsense. Qual o resultado? Sem dúvida alguma, é o fim dos tempos.

O fim dos tempos é justamente a premissa de “Belas Maldições: As Belas e Precisas Profecias de Agnes Nutter, a Bruxa”, escrito em parceria pelos ingleses Neil Gaiman (de Sandman, Deuses Americanos, Os filhos de Anansi entre muitos outros) e Terry Pratchett (da série Discworld). Recheado de misticismo e humor (e ainda fazendo essa mistura funcionar), o livro começa definindo data, hora e lugar para o fim do mundo começar. Na Inglaterra, como não podia deixar de ser.
Continue lendo »

Anúncios

Carro movido à oxigênio

julho 1, 2008

Concorrendo com o carro japonês movido a água, apresentamos o carro movido a oxigênio!

Segundo o próprio site:

“O oxigênio está todo disponível na atmosfera e é facilmente transformado em energia em seus pulmões” (…) “Um sistema de conversão de O2 elimina a necessidade de combustão interna e de qualquer outro motor” (…) “São mais suaves, mais silenciosos e tem a melhor relação custo-benefício que qualquer outro automóvel”.

Poluição ZERO e pernas mais fortes! Confira: http://www.o2fc.com/

Clique aqui para ver um vídeo do ‘carro funcionando’.

É praticamente uma versão 2.0 desse outro modelo aqui:


Empresa japonesa apresenta carro movido a água

junho 22, 2008

A empresa Genepax produziu um protótipo de um carro capaz de funcionar usando somente água. O carro usa um sistema de membrana de eletrodos que contem um material capaz de quebrar a água em moléculas oxigênio e hidrogênio por meio de uma reação química. A empresa não deu mais detalhes, mas falou que usou um processo bem conhecido para produzir hidrogênio da água.

O sistema custa bem caro: ¥2.000.000 iênes sem o carro, equivalente a R$30.000,00, mas se for produzido em massa os custos podem ser cortados em ¥500 ou menos (R$7.500,00).

Via: Engadget

Mas… E aí?

Segundo a empresa, a energia é produzida através de uma reação de hidrólise que acontece no motor do veículo a qual produz hidrogênio e este sim, será o combustível. O mais importante dessa tecnologia é a ausência da emissão de poluentes à atmosfera, ou seja, energia totalmente limpa.

Depois da era do petróleo, há quem defenda que haverá uma era do hidrogênio. Isso mesmo! Um sistema criado no século XIX e aperfeiçoado desde então, conhecido como “células a combustível” está presente nesse veículo e em mais uma variedade de itens do nosso dia a dia.

O ‘motor’ do carro será uma célula-combustível. Célula combustíveis (Fuel Cells) são um dispositivo eletroquímico que tem a capacidade de transformar o hidrogênio puro, obtido a partir da eletrólise da água (ou aquele obtido pela reforma de hidrocarbonetos), em energia. A importância da célula está na sua alta eficiência e na ausência de emissão de poluentes quando se utiliza o hidrogênio puro, além de ser silenciosa.

No caso do automóvel da notícia, a energia é obtida a partir do hidrogênio puro, obtido a partir da eletrólise da água. A minha dúvida: Como essa eletrólise é viável dentro do veículo? Como eles conseguiram?

Sirvam-se de um pouco de química… (clique em “Leia mais…” para continuar lendo a notícia)
Continue lendo »