Mp3, Flac e o futuro da distribuição digital

fevereiro 14, 2009

Discuta este post no Fórum Omega Geek

banner_musicaEm se tratando de método de distribuição, a verdade é uma só: cada vez mais o formato digital (representado pelo mp3) ganha espaço, e tudo indica que o suporte físico (CD) está condenado, se não ao esquecimento e desaparecimento, a ficar restrito a um público de entusiastas de suas qualidades. Mais ou menos como o vinil se apresenta hoje.

A qualidade do áudio permanece como um dos pontos nos quais os defensores do CD se apoiam quando se trata de discutir as vantagens e desvantagens da distribuição digital. Segundo eles, todo e qualquer arquivo digital perde em qualidade de som, se comparada à reprodução feita direto do cd. Quando se trata do Mp3, formato que virou sinônimo de música digital, não poderiam estar mais corretos. Leia o resto deste post »


Qual o papel do crítico afinal?

setembro 27, 2008

Discuta esta postagem no Fórum Omega Geek

Você deve conhecer o tipo: passa horas e horas pesquisando bandas desconhecidas pela internet,  e adora escutar coisas consideradas alternativas (embora todo mundo as conheça e já tenha ouvido uma ou outra coisa). Acima de tudo, adora demonstrar seu “grande conhecimento” criticando estilos e atribuindo notas à tudo que escuta, sempre discordando e discutindo com aqueles que se opõe à sua opinião, taxando-os de ignorantes com mal gosto.

O crítico chato foi uma figura que sempre existiu. Seja aquele coleguinha de escola que te enchia o saco dizendo que Iron Maiden é a melhor banda do mundo, e dizendo que todo o resto do Heavy Metal é “falso”, ou aquele cara totalmente “alternativo” que não aceita que exista quem ache bandas como Radiohead chatas e que não veja nada demais em seu som experimental. Com o surgimento da internet e a liberdade de escolha, essa figura se tornou ainda mais presente, seja em blogs, foruns e sites conceituados.

Algo que sempre me incomodou nesses críticos não é exatamente em si a postura de falar mal de tudo que não se encaixa em sua idéia específica do que é música boa, mas sim quando estes conseguem uma legião de seguidores para defender sua palavra e inflamar seu ego. Quando se concentra uma espécie de culto em torno do “crítico”, sua palavra passa a valer como algo quase divino, e coitado daquele que ouse discordar. Claro que existem pessoas mais qualificadas para falar de música do que outras, assim como em qualquer outro assunto, mas a principal característica que observo nos chamados “críticos” é uma mente fechada aliado ao fato de aparentemente esquecerem que gostar ou não de algo no fundo é uma questão pessoal. Leia o resto deste post »


O mercado da música digital no Brasil

agosto 9, 2008

Discuta essa postagem no Fórum Omega Geek, clicando aqui.

É impossível negar que o mp3 e outros formatos digitais mudaram a maneira como se escuta música nos últimos anos. A distribuição de arquivos pela internet, com custo praticamente zero para o usuário, não só resultou na queda drástica do número de vendas de CDs, como também mostrou a persistência que grupos considerados “piratas” têm para manter a internet um “território livre”. Muitos devem se lembrar da ascensão e queda de programas como o Napster, o Audiogalaxy e o Kazaa, para mencionar somente alguns que se viram obrigados a encerrar suas atividades devido a processos legais, que parecem não ter dado nenhum resultado prático, a não ser obrigar seus usuários a migrar para diferentes programas, como o eMule, LimeWire ou Soulseek.


Uma das soluções encontradas pelas gravadoras foi se adaptar aos novos tempos e também disponibilizar a venda de músicas individuais pela internet, através de preços modestos, que fossem capazes de competir com a pirataria. Leia o resto deste post »


Pra quem curte música

abril 14, 2008

Estreando minha participação aqui no BNBlog, vou falar um pouco sobre alguns sites bacanas pra quem curte música em geral:


Last.fm – Antigo Audioscrobbler, mistura rede de relacionamentos, fóruns, vídeos e músicas em um só lugar. Após um pequeno registro e a instalação de um plugin, o site vai armazenar estatísticas de quantas músicas você ouviu no geral, separando por diversos rankings, como as tocadas mais recentemente, um top semanal de bandas mais ouvidas, além de quais bandas e faixas mais escutou desde seu registro. Também é possível adicionar amigos lá e conferir a compatibilidade de gostos que cada um tem. Outros bônus do site é a possibilidade de ouvir rádios online, receber recomendações sobre bandas, participar de fóruns específicos (semelhantes às comunidades do orkut) e assistir vídeos de seus artistas favoritos.


Musicovery – Recomendado praqueles que gostam de conhecer artistas novos ou simplesmente curtem ouvir músicas aleatoriamente, o musicovery tem um sistema onde é possível selecionar qual “clima” musical se quer ouvir no momento, selecionando os estilos favoritos que se quer ouvir. As músicas são por streaming, possuindo pouca qualidade sonora, mas satisfatória o suficiente para o que o site se propõe. Para os interessados, é possível comprar as músicas disponíveis no iTunes, Ebay ou Amazon.


Seeqpod – Semelhante ao musicovery, tem como principal diferença que a escolha de músicas não é aleatório. É possível, através de uma pequisa no site, encontrar sites que possuam mp3’s e ouvi-las através de streaming. Também localiza vídeos e artigos sobre os artistas pesquisados. A vantagem é poder ir direto no artista que se gosta, porém é muito comum encontrar links quebrados, o que torna muitas vezes frustrante o processo de ouvir determinadas faixas.

Update, por DW.

Rate Your Music – É um dos maiores sistemas de recomendação de música. O site é um banco de dados musical onde os usuários escrevem resenhas e avaliam álbuns, eps, singles, vídeos e bootlegs através de um sistema de notas. Com esses dados o site gera recomendações e listas. Para entender melhor, veja aqui o top 2008. Criando um perfil no site você avalia e cataloga seus álbuns, adiciona amigos e pode enviar recomendações a eles, e na página de cada álbum você visualiza a nota que seus amigos deram, assim como a média e sua colocação no ano em que foi lançado. O site funciona como uma wiki em que todo usuário pode adicionar conteúdo, editando páginas, adicionando novos artistas, álbuns, resenhas e criar listas pessoais. Dá pra passar horas perdido por lá, adicionando álbuns na sua wishlist (lista de desejos), lendo resenhas e postando nos fóruns da comunidade, que tem um grande número de brasileiros. Eu tenho um perfil lá e quem quiser conhecer pode clicar aqui.

Se tiverem perfil num desses sites, ou souberem de algum outro, deixem nos comentários!