Baltimore e o Vampiro

fevereiro 3, 2009

Discuta esse post no Fórum Omega Geek

banner_literatura

Layout 1

Existem histórias que nos fazem lembrar dos bons tempos de histórias de vampiros; nada desses vampirinhos água com açúcar que vemos hoje em dia se debruçando sobre adolescentes com hormônios em fúria. Estou falando daquelas histórias que resgatam o mito do vampiro monstruoso, vingativo e assassino. Baltimore e o Vampiro – Baltimore, the steadfast tin soldier and the vampire, no original – é uma dessas histórias.

Escrita por Christopher Golden, a história começa ao final da Segunda Guerra Mundial. Baltimore é um jovem capitão do exército enfrentando os hessianos. Durante uma investida do batalhão que ele lidera o grupo é emboscado. Após o ataque, Baltimore desperta sobre uma pilha de corpos; os corpos de seus próprios companheiros. Ferido, ele vê a aproximação de várias criaturas, descendo do céu num vôo lento, com o bater de grandes asas de couro. Continue lendo »


Hellboy – A mão direita da perdição

outubro 24, 2008

Discuta este post também no fórum OmegaGeek

Muita gente hoje em dia só conhece o Hellboy fodão, graças as ótimas adaptações do vermelhão, feitas por Guillermo Del Toro para o cinema. Mas Hellboy é muito mais do que a gente vê naquelas duas horas de película. É um personagem muito mais denso, ou melhor, de tramas mais densas e sombrias e não tão coloridas como visto nos filmes.

O protagonista é um detetive para casos envolvendo o mundo paranormal. Um menino vindo do inferno que acaba se tornando um dos maiores heróis da humanidade na luta contra o mal. Sim, porque eu não considero Hellboy um anti-herói. Se tirarmos os chifres, a cauda e a pele vermelha ele é apenas mais um detetive durão, solucionando casos misteriosos.

Aliás é aí que está a grande sacada de Mike Mignola, o criador da série. Nas histórias o aspecto demoníaco de Hellboy não importa, não causa estranhamento, os personagens já vêem o herói como um humano qualquer. E após algumas histórias o efeito em nós, leitores, é o mesmo. Continue lendo »