Maus – O holocausto em preto e branco

novembro 7, 2008

Discuta este post também no fórum OmegaGeek

maus1

Uma das páginas mais tristes da história da humanidade tem sido contada através de diversos meios de comunicação e, a cada vez que essa história é recontada, uma ferida é reaberta em cada um de nós, mostrando do que os homens são capazes em nome da intolerância. Filmes, livros, documentários, músicas, diversos meios têm servido de instrumento para nos relembrar desse momento terrível. Quando pensamos que nada mais pode nos chocar, aparece uma história em quadrinhos muito mais dramática do que muitos livros já escritos.

A história em quadrinhos em questão é Maus, autoria de Art Spiegelman, publicada no estilo livro-reportagem (quem acompanha o blog vai lembrar que já citamos Maus aqui no post sobre Persépolis) em 1986 e 1991, republicada em 2005 em edição única. Na histórima Vladek conta a seu filho uma impressionante história sobre a segunda guerra mundial, desde a invasão da Polônia pelos alemães adentrando os portões de Auschiwtzm e o extermínio de milhões de judeus. Para sobreviver, Vladek deve tomar decisões que mudarão seu destino para sempre. Continue lendo »


Persépolis – Vivendo sob o peso do véu

agosto 15, 2008

Discuta esta postagem no Fórum Omega Geek, clicando aqui

O que você sabe sobre o Irã? Ou melhor, o que você sabe sobre o Irã além da guerra contra o Iraque? Pois é, muita gente não sabe muita coisa sobre a história ou a cultura do país. Sabemos apenas que é um país fundamentalista, que tem regras rígidas de comportamento, principalmente no que se refere às mulheres iranianas.

E o que você sabe sobre livros-reportagem? Pra quem não sabe, livro-reportagem é um gênero jornalístico no qual é narrada uma reportagem extensa, cujos meios de comunicação tradicionais – jornais, revistas, etc – não fornecem o suporte mais adequado para sua veiculação. Dentro desse gênero destacam-se atualmente os quadrinhos auto-biográficos. Um exemplo desse tipo de obra são os quadrinhos de Art Spiegelman, principalmente a chocante e, na mesma proporção, brilhante obra Maus, que retrata a Segunda Guerra Mundial.

Pois bem, pra quem quiser saber um pouco mais sobre o Irã e ler um ótimo livro-reportagem, eu recomendo a leitura de Persépolis, de Marjani Satrapi, uma iraniana que descreve sua vida desde a infância até a idade adulta, em meio à guerra, repressão e principalmente em meio ao fanatismo religioso que domina o país.


Continue lendo »