O melhor ano dos games

janeiro 15, 2009

Discuta esse artigo no Fórum Omega Geek

games

mario_futura_editado

Se você esperava a retrospectiva de premiados como Jogos do Ano dos últimos anos, vai ter que esperar um pouco mais. A listona bonita e charmosa ainda está em produção. Pra essa semana eu trago uma olhada em outro “best”: a de melhor ano dos games.

É aquela coisa, ano vai, ano vem mas com certeza em um ou outro ano da sua vida você foi bem mais feliz gamisticamente. Se você é fã da série Warcraft, cada ano que representa um lançamento novo na série é um marco na sua história pessoal. Se você é fã das franquias da Nintendo, cada novo lançamento de Metroid, Mario ou Zelda tende a marcar as coisas pra você, mas com certeza um olhar menos subjetivo traz pra gente uma visão de anos que foram mais importantes pro mundo dos games que os outros. Será? Continue lendo »


PS3 superado pelo Xbox 360 no japão. O que mais a Sony tem a perder?

outubro 23, 2008

Discuta esse artigo no Fórum Omega Geek

Eu fico imaginando o cara que era Corinthiano, tinha dinheiro aplicado na bolsa e era Sonista. O indivíduo viu seu time ir pra segunda divisão, seu dinheiro desaparecer e seu videogame favorito ser chamado de Blu-Ray player que TAMBÉM roda jogos! Como diria o Galvão: HAJA CORAÇÃO.

Veja bem: Já apontamos que a divisão do PS3 da Sony tem trabalhado no vermelho, financeiramente falando. Não que isso seja um problema que afete negativamente nossa jogatina, já que o PS3 ofereceu e continuará oferecendo alguns exclusivos de bastante qualidade nos próximos meses. Mas, convenhamos, as coisas começaram a incomodar pros “istas” (e pra quem pensava em adquirir o console) quando a Sony desde 2006 começou a perder exclusividade sobre títulos como Assassin’s Creed, Devil May Cry IV, GTA IV, Mirror’s Edge e, mais recentemente, Final Fantasy XIII e Tekken 6! Veja bem, todos títulos de peso e nós sabemos o quanto exclusivos fazem a diferença em um mercado com 3 opções de bons videogames. O principal problema é que as publicadores de jogos simplesmente não têm interesse em ter um retorno pequeno (se comparado aos investimentos milionários) com a base atual de consoles PS3 no mercado em comparação ao que podem ganhar tendo os mesmos lançamentos para Xbox 360 e PC. Ou seja, tornando o jogo multiplataforma. Continue lendo »