PLUTO

abril 17, 2009

Discuta esse post no Forum Omega Geek

banner_quadrinhos11pluto-021Naoki Urasawa conseguiu fama mundial através de Monster, mangá publicado entre 1994 e 2001, que mistura elementos de ação, investigação policial e referências bíblicas de forma genial, fugindo dos clichês tão comuns nesse meio. Seu projeto mais recente, PLUTO, apesar de não ser uma obra totalmente original, carrega em cada página o estilo sombrio de seu autor.

Baseado na saga O Robô Mais Forte do Mundo, da série Astro Boy, criado pelo “Deus do Mangá”, Osamu Tezuka, PLUTO recria com tons mais realistas e profundos o universo de Astro Boy, desenvolvendo muito mais a personalidade e motivações dos personagens do que o mangá original.

O foco aqui é o robô policial Gesicht, detetive da Europol, que começa a investigar uma série de ataques aos assim considerados robôs mais fortes do mundo e à pessoas relacionadas a esses. Suas investigações o levam a reencontrar antigos companheiros do passado e a reviver os eventos de uma guerra recente contra o país de Tracia, onde todos esses robôs acabaram se envolvendo de alguma forma.

Continue lendo »

Anúncios

Preacher

fevereiro 28, 2009

Dicuta esse artigo no Fórum Omega Geek.

banner_quadrinhos11

Preacher HC

O que se passa na mente de Garth Ennis? Essa é uma pergunta que sempre me faço quando me deparo com um novo trabalho do escritor. Após ler Punisher Max, The Boys (que, aliás, também tem um artigo no blog – aqui) e Preacher, chego à conclusão – ou melhor, à impressão – que seu pai era um religioso fanático que o abusava vestido como o Super-Homem; talvez só assim para explicar o asco que o irlandês parece nutrir por determinados tópicos, como o mito dos super-heróis (desconstruído violentamente em The Boys) e o cristianismo (caso deste Preacher), adornados por um sagaz humor-negro e ironia.

Em Preacher, acompanhamos a jornada do reverendo Jesse Custer, sua namorada Tulipa O’Hare e seu amigo Cassidy em busca de Deus. Mas não se trata de uma jornada espiritual. Eles estão literalmente à caça do Todo Poderoso, que fugiu do Paraíso devido ao nascimento de Gênesis – um híbrido de anjo/demônio cujo poder rivaliza com o do próprio Criador – que reside dentro de Jesse.

jesse-pa

No primeiro arco de histórias, Gone to Texas, somos introduzidos aos personagens e às suas respectivas histórias: Jesse é um reverendo numa cidade interiorana que eventualmente explode devido à hipocrisia das pessoas, que usam a religião apenas como mera desculpa para tirar pesos da consciência; Tulipa surge em cena alvejando o que parecem ser executivos numa limusine, mas o atentado não ocorre como o esperado e ela logo se vê caçada pelos mesmos. Enquanto corre pela vida, depara-se com Cassidy na sua caminhonete, tenta roubar-lhe o veículo, mas ele não se sente intimidado; ao invés disso, ele lhe dá uma carona.

Concomitantemente a esses ventos mundanos, acompanhamos o desespero passado pelos Adephi – os anjos que sentam à esquerda do trono de Deus – perante a fuga de Gênesis, um híbrido resultante do cruzamento entre um Serafim (arcanjos que sentam à direita do trono de Deus) e um demônio. O ser, de tão poderoso, foi posto em isolamento e sob os cuidados dos Adephi. Posteriormente, ansiando por uma consciência plenamente desenvolvida com a qual mergir e, portanto, evoluir/amadurecer, consegue escapar, indo ao encontro do Reverendo Custer durante um dos seus sermões. Continue lendo »


Um tratado sobre o Sertanejo

novembro 19, 2008

Discuta esse post no Fórum Omega Geekbanner_leitores

Praticando o ócio com alguns amigos meus, chegamos ao assunto da dupla sertaneja João Bosco & Vinícius. Eu juro para vocês que, na primeira vez que eu vi um anúncio dessa dupla, eu quase entrei em parafuso. “Peraí! O Vinícius não tinha morrido?”, pensei. Em um segundo momento eu racionalizei: “Ah bom! Deve ser o João Bosco tocando músicas do Vinícius! Eles vão vir pra Votuporanga? Não acredito! Eu vou!”.

Mas eu deveria ter tido um pouco mais de cautela em minha empolgação. Achei que fosse possível, afinal o Lobão quase (reparem no “quase”) veio aqui pra cidade. Na boate (única, aliás). Só não veio porque seu empresário foi muito sapeca e roubou dinheiro de meio mundo (foi o que chegou aos meus ouvidos). Imaginem a decepção que tive quando descobri que se tratava de uma infame dupla sertaneja, dessas que enfiam seus corações em leilões e ficam ricas vendendo órgãos como quem vende água.

Entendam: não tenho nada contra a música sertaneja. A lei não permite que você compre uma arma e saia atirando a esmo contra pobres estupr… digo… trabalhadores da música brasileira. Também não achei que a causa valesse o sacrifício de minha liberdade, então resolvi pensar em uma lista de sugestões para nomes de duplas sertanejas para enganar os mais entendidos. E, quem se sentir ofendido com alguma sugestão dada, que fique ofendido e guarde a sua ofensa para si porque eu não me importo nem um pouco. Continue lendo »