Loucura, loucura, loucura

setembro 12, 2008


Algumas das obras mais interessantes já publicadas em quadrinhos são aquelas que subvertem determinados roteiros já conhecidos pelo público, ou colocam personagens conhecidos em situações inusitadas. Asilo Arkham é uma destas obras. O questionamento que apresenta é, justamente, o quanto um herói pode manter sua sanidade em meio a loucura absoluta?

Nosso herói neste caso é o Batman e o vilão da história é justamente o lado psicológico da obra. Mais do que confrontar o cavaleiro das trevas com vilões já conhecidos, em Asilo Arkham Batman é confrontado com seus próprios medos, fúria e com a loucura. Continue lendo »

Anúncios