Black Hole

fevereiro 13, 2009

Discuta este post no Fórum Omega Geek.

banner_quadrinhos11

black-hole-cover

Seattle. Anos 70. Uma doença sem nome, disseminada pelo contato sexual, assola os jovens. Em comum, desenvolvem deformidades. Alguns são sortudos e apresentam apenas discretas protuberâncias na pele, facilmente escondíveis, enquanto que outros passam a se assemelhar mais a monstros do que a seres humanos; a esses, resta apenas um exílio auto-imposto, vivendo no mato com seus iguais como animais.

Black Hole é um trabalho autoral de Charles Burns (cujo currículo inclui ilustrações pro NY Times e outras revistas, e alguns quadrinhos independentes), que levou doze anos para completar a obra, a respeito da sua própria juventude, da descoberta das drogas e do sexo. Leia o resto deste post »


Conan parte 2

janeiro 20, 2009

Discuta essa postagem no Fórum Omega Geek

banner_literatura

Conforme prometido semana passada, continuarei aqui falando sobre os contos de ‘Conan, o Cimério’. Faltou falar, na conan-o-cimerio-livrosemana passada, que essa coletânea saiu aqui pela Editora Conrad, é razoavelmente fácil de encontrar em livrarias, tanto nas reais quanto nas online, e que possui um volume 2. Vamos aos contos:

O quarto conto de Conan é ‘A Torre do Elefante’. Cronologicamente anterior ao terceiro, ‘O Deus na Urna’, vemos o cimério praticamente recém-chegado à “civilização”, iniciando sua carreira como ladrão. Aqui o bárbaro é mostrado ouvindo uma história numa taverna (uma cena MUITO recorrente em RPGs) frequentada pelos criminosos da cidade, e indo atrás do tesouro mencionado. Uma das melhores histórias do livro, mostra um Conan calado, muito mais observador, uma vez que ele acaba de chegar. Ao invadir a torre de um poderoso mago, ele é surpreendido por outro salteador, ao qual alia-se em busca do tesouro. O sobrenatural continua sendo muito forte nesse conto, e nele temos uma breve história do mundo Hiboriano.
Leia o resto deste post »


Pequenos Guardiões – David Petersen

novembro 14, 2008

Discuta este post também no fórum OmegaGeek

mouse1

Pequenos Guardiões tem uma premissa simples. Os ratos têm uma cultura própria, um mundo próprio, porém pequeno demais para viver em paz com outros animais. Esta é a introdução da Graphic Novel, Mouse Guard fall: 1152, segundo o próprio autor e desenhista, David Petersen.

Na história os ratos vivem em mundo medieval lutando pela sobrevivência, eles vivem de estação em estação, contando a passagem do tempo dessa forma, daí o título da obra, no original em inglês. Eles trabalham pesado para armazenar provisões suficientes para enfrentar os gélidos invernos. Estão sempre vigilantes, atentos a qualquer ameaça a suas cidades, principalmente os grandes predadores, como cobras morcegos e outros animais. Suas cidades estão escondidas e são auto-suficientes, espalhadas pelo seu território, separadas uma das outras justamente para se proteger. Leia o resto deste post »


Os Filhos de Anansi

setembro 23, 2008

Discuta este post também no fórum OmegaGeek

OK, eu não farei muitos rodeios para apresentar Neil Gaiman, todo mundo já deve ter ouvido falar dele, e quem não ouviu deve ler alguma coisa do Gaiman AGORA, porque ele é como um popstar da literatura atualmente. Já ganhou diversos prêmios, conseguiu uma legião de fãs espalhados pelo mundo e é uma espécie de Bono Vox da literatura, só que é ainda mais cool que o vocalista do U2.
Autor de Deuses Americanos, Coraline, Belas Maldições e uma pequena, porém não tão famosa série de quadrinhos (qual era mesmo o nome? Ah é SANDMAN), Neil Gaiman é conhecido por sua habilidade em construir histórias intrincadas envolvendo o cotidiano dos seres ordinariamente conhecido como mortais, frente ao desconhecido, temperando tudo com um caldo de mitologia de fazer inveja a muita gente, pois o escritor é um grande pesquisador e conhecedor de mitos.

Com toda essa fama não é surpresa o estardalhaço feito quando seus livros são lançcados. Com Os Filhos de Anansi foi assim. Lançado em 2005 o livro foi aclamado pelos fãs, ficou em 1º lugar na lista dos mais vendidos do New York Times, e foi muito bem recebido pela crítica. Em Os Filhos de Anansi, Gaiman volta ao tema de seu primeiro livro, Deuses Americanos, e fala de divindades, ou melhor, de homens e divindades e qual é o resultado quando homens e deuses são colocados frente a frente. Leia o resto deste post »


Calvin e Haroldo – O mundo é realmente mágico

agosto 29, 2008

Discuta esta postagem no Fórum Omega Geek, clicando aqui

Não existe lugar mais mágico do que a imaginação de uma criança. Essa afirmação é real principalmente quando estamos falando de um menino criativo, hiperativo e extremamente filosófico, cujo melhor amigo é um tigre de pelúcia muito inteligente e sarcástico.

Estou falando de Calvin que, junto com seu inseparável amigo Haroldo, vem encantando adultos e crianças desde 1985, nas divertidas, e ao mesmo tempo simples, tiras de Bill Watterson. E quando eu digo simples não significa que o tema seja ordinário ou corriqueiro, mas a simplicidade a que me refiro está na forma como Watterson consegue captar tão bem as nuances da personalidade de uma criança. Calvin é um menino real, como tantos meninos que eu e você conhecemos, curiosos, questionadores e algumas vezes irritantes, mas ainda assim adoráveis.

Leia o resto deste post »