The Walking Dead

Discuta esse post no Forum Omega Geek

banner_quadrinhos11

walking-dead-03

Desde o lançamento de A Noite dos Mortos vivos, os zumbis adquiriram um lugar permanente no coração de todo nerd que se preze. Seja atacando e transformando personagens Marvel (na série Marvel Zombies), seja provocando sustos ou gargalhadas nos videogames (série Resident Evil e Dead Rising, respectivamente), sempre que a coisa envolve esses adoráveis devoradores de cérebro, pode-se esperar algo divertido.

walking-dead-04O impressionante é que demorou até 2003 para que alguém percebesse que histórias de zumbis poderiam funcionar bem nos quadrinhos, gerando um dos melhores títulos dos últimos anos: The Walking Dead. Criada pelo roteirista Robert Kirkman e o artista Tony Moore (substituído por Charlie Adlard da sétima edição em diante), a série segue a história do policial Rick Grimes e como ele, junto a demais sobreviventes, sobrevive em meio a um holocausto que transformou a maior parte da população em zumbis.

O objetivo de The Walking Dead não é  criar uma nova mitologia ou explicações sobre o surgimento dos zumbis. Tanto é que as referências aos filmes de George Romero são evidentes e assumidas pelo escritor, e espere referências a outros filmes, como Extermínio. A cena da primeira edição que mostra Rick acordando num hospital, em meio a uma cidade abandonada, é uma clara referência ao começo desse filme. E como no material que inspira os quadrinhos, espere um foco muito maior no desenvolvimento dos personagens e de seus relacionamentos do que na luta para limpar os zumbis do mundo ou na busca de explicações para a situação.

Kirkman não poupa nenhum personagem durante a série, sempre reservando uma surpresa (nem sempre das mais agradáveis) para cada um. Portanto não espere que o cara que a primeira vista parece bonzinho continue assim por muito tempo, ou que não seja capaz de matar os outros sobreviventes sem pensar duas vezes, se isso significar conseguir salvar sua vida. E também não espere que seus personagens favoritos durem muito tempos vivos. Quando menos se espera, um ou mais personagens importantes podem (e normalmente vão) morrer.

walking-dead-02Ao contrário dos filmes do gênero, que normalmente abrangem um período de tempo de alguns dias ou semanas desde o começo do aparecimento dos zumbis, The Walking Dead se extende por vários anos, o que permite um desenvolvimento maior de seus personagens. Isso torna bastante interessante reler as edições mais antigas, e perceber o quanto um personagem mudou sua personalidade, para conseguir sobreviver à chegada desse verdadeiro apocalipse.

Talvez o único problema de The Walking Dead seja a lentidão com que a série é publicada. Apesar de sair de maneira quase mensal, cada edição possui em média 25 páginas, que são rapidamente lidas, normalmente deixando um gancho que torna quase um tortura esperar pela próxima edição (algo próximo ao que Lost conseguia fazer com os telespectadores antes de se tornar o que é atualmente). Leitura recomendada a todos que procuram uma história em quadrinhos direcionada ao público adulto, e que não resistem ao charme de um corpo em decomposição procurando carne humana para se alimentar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: