Bernard Cornwell

Discuta este post no Fórum Omega Geek

Se você está aqui, as chances de ter gostado das suas aulas de História do colegial são grandes, afinal, você está lendo o post de Literatura da semana =). Agora, a não ser que você tenha tido a mesma sorte que eu, e teve aulas de História com um professor incrível, que sabia até as fofocas da corte de Luis XVI, as chances de você ter saciado as suas curiosidades históricas são baixas.

Mas é pra isso mesmo que podemos contar com livros. Atualmente, muitos autores se arriscam a escrever sobre eventos passados, o que torna nossa busca por este gênero saturada de bons autores. O melhor, na humilde opinião desta que vos escreve, é Bernard Cornwell

Bernard Cornwell

Nascido na Inglaterra, ele foi para os Estados Unidos após ter casado com uma americana e começou a escrever, já que não tinha o Green Card (permissão para trabalhar legalmente nos EUA). Ainda bem.

Bernard Cornwell tem um jeito único de descrever as personagens de seus romances e a maneira que viviam. Como escreve sobre guerreiros em épocas de guerra (na maioria dos livros), batalhas são inevitáveis. E ele faz jus a todas elas, descrevendo desde o gosto da pólvora quando se carrega o rifle até o som que o arco faz quando solta a flecha. É inevitável se sentir lá, no meio do exército britânico com Sharpe, ou com Thomas tentando entrar em Calais.

Atualmente, já publicou mais de 50 livros, dos quais 19 foram publicados no Brasil pela Editora Record. Por ser uma imensa fã dele, fui incapaz de escolher apenas uma das séries para descrever, por isso peguem coca e preparem-se para a lista:

As crônicas de Artur

As Crônicas de Artur

– O Rei do Inverno
– O Inimigo de Deus
– Excalibur

Narrada por um personagem “novo” à mitologia do Artur: Derfel. Nessa série, esquecam Artur como um garoto que vira rei, ele é um experiente general. Nada de Merlin com poderes capazes de fazer Artur virar peixe (como vemos no filme da Disney =P), ele era um druida e toda a magia do livro é subjetiva – só parece ser magia o que o Derfel acredita ser. Conheça um Lancelot mais do que odiável, uma Guinevere que encanta, dá raiva e encanta novamente e um monte de nomes praticamente impronunciáveis.

A Busca do Graal

A Busca do Graal

– O Arqueiro
– O Andarilho
– O Herege

Situada na Europa da Guerra dos Cem Anos, acompanhamos Thomas de Hookton. Um arqueiro, contra a vontade de seu pai, Thomas se vê um dos poucos, se não o único, sobrevivente de um ataque a sua vila. Instruído por seu pai à beira da morte, Thomas deve procurar, e proteger, o Santo Graal. Essa missão aparentemente impossível o faz entrar para o exército inglês e coloca o herói nas batalhas mais interessantes e importantes da Guerra. Destaque para a batalha de Crécy, na qual é descrito o uso do primeiro canhão como artilharia na Europa.

As Aventuras de Sharpe um Soldado nas Guerras Napoleônicas

Sharpe

– O Tigre de Sharpe
– O Triunfo de Sharpe
– A Fortaleza de Sharpe
– Sharpe em Trafalgar
– A Presa de Sharpe
– Os Fuzileiros de Sharpe
– A Devastação de Sharpe
– (+ 14 livros)

De longe a série mais famosa do BC, virou uma série de filmes protagonizados por Sean Bean (Boromir do Senhor dos Anéis =D). Esta coleção enorme narra a vida do soldado Richard Sharpe nas batalhas travadas em nome da Sua Majestade durante as Guerras Napoleônicas. Cronologicamente, a série começa na Índia (Tigre, Triunfo e Fortaleza), mostra a destruição de parte da frota francesa (Trafalgar), e as campanhas contra o avanço de Napoleão na Europa continental (Presa, Fuzileiros e Devastação).

As Crônicas Saxônicas

– O Último Reino
– O Cavaleiro da Morte
– Os Senhores do Norte
– A Canção da Espada
– (+ ?)

Série pra quem ama vikings. Uhtred, filho de Uhtred, filho de Uhtred e filho de – vc adivinhou – Uhtred, assistiu seu pai ser morto por dinamarqueses, é sequestrado e descobre que seu tio usurpou sua casa. Num tempo em que a Inglaterra ainda era formada por vários reinos, vemos Uhtred lutar para retomar seu lar, ao mesmo tempo que serve a um rei de quem não gosta, e tenta manter a amizade com o povo que o sequestrou e ensinou a ser um guerreiro.

O Condenado

O Condenado

Mais um criminoso foi condenado a conhecer o cadafalso na Inglaterra pós-Napoleônica. Uma história com fim inevitavelmente triste tem a chance de acabar bem quando Rider Sandman, soldado aposentado, é convocado para investigar as acusações. O livro está mais para um thriller digno de Sherlock Holmes do que para os demais livros do Cornwell, mas é igualmente fascinante.

Stonehenge

Lançado dia 14 deste mês, traz a história do mais famoso monumento megalítico da Inglaterra vista pelos olhos do BC. Quem, porque e como são explicados a partir de uma intriga entre três irmãos com interesses diferentes.

Uma das coisas mais interessantes dos livros dele, é a Nota Histórica no final de cada livro. Nela, o autor comenta que partes ele exagerou, quais ele mudou, e quais ele simplesmente inventou. Indispensável para evitar que escrevam sobre Richard Sharpe na prova da Revolução Francesa…

E aí, esperando o quê para escolher a sua época favorita e se deliciar com as descrições de batalhas, costumes, e vida de anos e anos antes de nós?

8 respostas para Bernard Cornwell

  1. Fingolfin disse:

    Caramba, nao sabia do lançamento de stonehenge, vou comprar agora.

  2. Filipe disse:

    um dia terei tempo para ler todos!

  3. Tex Willer disse:

    Nossa, adoro essas fantasias épicas. Já encomendei, foda demais.

  4. […] bem razoável de que você goste de livros (é uma possibilidade um pouco mais realista do que a feita semana passada pela Feanari). E mais que isso, você pode ser um desses fanáticos – como esse que vos escreve – que faz […]

  5. […] Irmã de Ana Bolena, publicado em 2006 pela editora Record (a mesma que traz os livros do Bernard Cornwell pro Brasil), traz toda a corte dos Tudores na visão de Maria […]

  6. Francisco Baptista disse:

    Parabens …

    Nao sabia por qual livro começar, mas agora ja sei ….

    Obrigado pelo maravilhoso post ….

  7. […] aqui, acho mais difícil! Afinal, já falei de Diana Gabaldon (aqui e aqui), Bernard Cornwell (aqui e aqui), Conn Iggulden (aqui), Philippa Gregory (aqui e aqui)… Até de livro de menininha eu […]

  8. […] sobre as séries do Cornwell e Outlander no BNBlog, uns dois anos atrás (aka. está meio desatualizado, mas ainda vale a […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: