[Semana OMG #3] Mais um Seqüestro

Discuta essa postagem no Fórum Omega Geek!

No domingo passado, quando estava colocando no ar o post sobre a eleição americana, pensei que tinha errado o assunto. Com o fatídico final do seqüestro de Eloá, achei que seria uma hora interessante para colocar os fatos e dizer minha opinião a respeito disso tudo. Mas eu não tinha a mínima idéia de como as coisas iam se desenrolar tanto depois do seqüestro ser desfeito.

Crimes passionais sempre começam com um motivo nobre. Um sentimentalismo mais forte impulsiona alguém a fazer alguma loucura para tentar recuperar a pessoa amada. Infelizmente, nem sempre isso é feito de uma maneira sadia e em alguns casos mais extremos, os resultados são desastrosos. No caso de Lindemberg (nome bonito, huh?), ele já estava tentando reconquistar Eloá, mas acabou tentando um acesso de ciúmes durante um simples trabalho de colégio. Mas não quero ficar discutindo os motivos e razões que o motivaram. Numa hora dessas, a consciência do rapaz já deve ter mostrado para ele o que foi que ele fez de verdade.

O que me incomodou dessa vez foi a sensação de despreparo que a polícia passava. Não só as atitudes bizarras que ela tomou em muitos momentos, mas também na postura, pois sempre parecia não saber de muita coisa e em nenhum momento demonstrou estar sob controle da situação (mesmo que parcialmente). Eu sei que esse não é um problema novo, mas, justamente por isso não ser uma coisa nova é que deveriam estar preparados. Como dizia o velho deitado: errar é humano, mas permanecer no erro é burrice.

Não sou nenhum especialista em seqüestros (quem dera, estamos precisando de alguns), mas é óbvio que algumas diretrizes precisam ser seguidas, do tipo não oferecer mais reféns para o seqüestrador ou não deixar um deles morrer no final. Esses policiais precisam ver mais filmes de macho. Sério. O que diabos eles estavam pensando quando colocaram uma escada do lado de fora do prédio e mandaram dois políciais subirem lá?

– Vocês dois vão subir pela escada, abrir a janela, entrar pela cozinha, sacar suas armas e prenderem o meliante em flagrante, caso ele tenha se refugiado naquele comodo!
– Senhor, quanto tempo vai levar para abrir a janela, pular lá dentro e sacar nos armas?
– Cerca de 15 segundos.
– Mas ele precisa de meio segundo para virar para o nosso lado e começar a atirar!
– Então é bom vocês torcerem para que ele não esteja na cozinha, positivo?
– WUT?!

Será que em algum lugar isso funcionaria? Nos filmes eles sempre chegam fazendo rapel e olha, eu posso ver claramente o por que disso. Agora a discussão está em cima de um suposto tiro que a polícia ouviu antes de invadir o apartamento. A polícia disse que invadiu por causa disso, mas parece que só quem estava dentro do prédio ouviu o disparo. Uma confusão danada. Só não sei por que estão crucificando tanto a polícia. Durante o seqüestro do ônibus 174 eles esperaram o cara sair para tentar alguma coisa e não deu certo. Eles tinham que tentar alguma diferente, não é mesmo?

Mas o fato mais bizarro mesmo é que o pai de Eloá era procurado pela justiça do Alagoas por homicídio. Deve ter sido ele que apresentou Lindemberg para ela. Que família boa, heim? Pense duas vezes antes de reclamar do seu sogro a partir de agora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: