A Bússola de Ouro

Discuta esse post no Fórum Omega Geek

Quando falamos de Bússola de Ouro, lembramos imediatamente o filme de 2007, com a Nicole Kidman,  o 007 (Daniel Craig) e o urso polar da Coca-Cola. Mas, assim como muitos outros filmes (falo disso outra hora), esse é um longa marromeno que é a adaptação de um bom livro.


O livro, publicado em 1995, foi escrito por Phillip Pullman, e faz parte da trilogia “Fronteiras do Universo”. Sendo “A Bússola de Ouro” o primeiro, temos, em seguida, “A Faca Sutil” e “A Luneta Âmbar”. A história gira em torno de Lyra Belacqua, uma garota que vive num mundo QUASE como o nosso. Na verdade, é como o nosso mundo, ambientado ali entre 1890-1910. Com a diferença de que esse mundo é habitado por bruxas, animais falantes, os gípcios (espécie de ciganos), e um dos fatos mais marcantes, a existência dos daemons.

Pra quem olha de fora, os daemons são só animais que sempre acompanham um humano. Cada humano é acompanhado por um animal, sempre. Eles são como melhores amigos, não se separam de forma alguma e, na verdade, são como uma alma, que se manifesta fora do corpo de cada pessoa.

A história começa com mais um dia na cidade universitária de Oxford, onde Lyra foi criada por catedráticos. Quando o melhor amigo de Lyra, Roger, some, ela resolve ir atrás dele. De posse de um instrumento mágico, que Lyra eventualmente descobre ser um aletiômetro (um instrumento que indica a verdade), ela tem que lidar com pessoas que vão surgindo em sua vida, como a Sra. Coulter, Lorde Asriel (tio de Lyra, que a mantinha em Oxford), além de caçadores, feiticeiras, dos já citados gípcios e de ursos polares guerreiros.

Observando esses elementos, somos levados a acreditar que essa é só mais uma história de fantasia para crianças. Mas há muito o que se ler além dos bichos falantes e magia. A história tem um fundo de conspiração político e religiosa muito forte.

A organização chamada de ‘Magistrado’, nada mais que uma versão alternativa da Igreja, é uma grande manipuladora, e move suas muitas engrenagens para colocar Lyra no ponto em que eles desejam. A existência desse Magistrado trouxe uma certa dose de polêmica ao livro, que foi atacado por muitas organizações católicas ao redor do mundo, fato redobrado quando o filme foi lançado.

Mas, além disso, ainda, o livro nos faz refletir; sobre como absorvemos informação sem contestar sua veracidade, como somos manipulados, sobre as próprias vantagens da verdade, sobre a mentira e vice-versa. Ver todos esses questionamentos sob o ponto-de-vista de uma criança torna tudo ainda mais interessante. E nem todas as questões podem ser respondidas por um artefato mágico que revela a verdade, nem tudo é questão de verdades ou mentiras. Às vezes é preciso uma alma para responder a essas questões.

Anúncios

6 Responses to A Bússola de Ouro

  1. Smaily Prado disse:

    Bom, eu gostei bastante do filme, mas também… não li o livro!

    É lógico que livros são SEMPRE MELHORES que filmes, pois tem muito mais conteúdo, aprofundam-se mais na personalidade do personagem ou personagens e ainda nos ajudam a melhorar nosso português.

    Então, acho que NUNCA se deve esperar que um filme seja tão bom quanto o livro que originou sua adaptação. Mas sim pensar num RESUMO da obra, que às vezes pode ser bem feito e às vezes mal feito.

  2. bianca disse:

    ol! Eu adorei a bssola de ouro e vi o filme e li o livro que so fascinantes!!

  3. lol disse:

    muito bom o filme, e melhor ainda o livro.

  4. Paula disse:

    eu adorei este livro, ainda mais com o filme.

  5. @RAFA disse:

    chato demais esse livro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: