G1, o primeiro celular com o Google Android

Discuta essa postagem no Fórum Omega Geek.

Em 5 de novembro de 2007, depois de muito tempo de especulação, o Google finalmente fez o anúncio oficial do seu sistema operacional para plataformas móveis. Batizado de Android (mesmo nome de uma empresa desenvolvedora de softwares para plataformas móveis, comprada em 2005 pelo Google), o sistema baseado em Linux permitiria aos desenvolvedores a criação de apps em Java. Desde então, o mercado aguardava um celular com o Android como sistema operacional. Esse celular foi lançado ontem, pela HTC, com o nome de G1.

À primeira vista, o G1 é um celular bonito, mas ainda falta muito para competir com o iPhone no quesito design. Contando com um teclado QWERTY e uma tela touchscreen (sem a tecnologia multi-touch), a HTC tenta agradar a gregos e troianos. Além disso, o aparelho possui uma trackball que facilita a navegação daqueles que preferem usar o teclado. O aparelho conta também com uma câmera de 3.0 megapixels, que por enquanto não faz vídeos. Apesar disso tudo, o G1 cabe tranqüilamente numa mão, mesmo aberto.

O Android usa a mesma tecnologia do recente Google Chrome para navegação; por sinal, o Google já anunciou para breve uma versão do navegador para o sistema. Como era de se esperar, o sistema de e-mail usado é o mesmo do Google, sem dar suporte ao Microsoft Exchange, o que é um ponto bastante negativo. Apesar disso, o programa de MMS permite enviar arquivos e fotos sem precisar apelar pro e-mail, além do Bluetooth. Essa é uma tremenda vantagem do G1 sobre o iPhone.

A interface do Android, mesmo sem o Multi-Touch, é satisfatória. Um dos melhores recursos é o copiar e colar simples (mais uma vantagem em cima do iPhone). Ele conta também com o Google Street View integrado ao Google Maps, o que deve agradar e muito os usuários estadunidenses. Tem uma organização da área de trabalho boa, porém a experiência multimídia deixa a desejar. O G1 não possui um player de vídeo (precisa ser baixado da App Store) e não suporta fones de ouvidos convencionais. Pensaram em muito, mas esqueceram do básico.

Os pontos que mais devem preocupar a Apple são dois:

Primeiro: a Market, a App Store do Android, funciona muito bem, obrigado. Usando de um software bastante rápido, baixar aplicativos nela é simples e fácil.

Segundo: o Android já vem integrado com a loja de músicas da Amazon, que vem surgindo como uma grande ameaça à soberania da iTunes. Bom para o usuário, que vai ter mais opções na hora de comprar suas músicas.

Nos EUA, o G1 foi lançado a US$179,00, US$ 20 dólares mais barato que o concorrente da Apple. Apesar disso, ele peca no espaço de armazenamento: vem com um padrão de 1gb expansível, contra 8gb do iPhone. O primeiro plano de dados lançado pela operadora T-mobile (que tem exclusividade sobre o aparelho), custa US$25,00 ao mês, com navegação ilimitada pela rede 3G da operadora.

Como dá pra perceber a HTC entra pra valer na briga com a Apple. Mas ainda precisa melhorar bastante o aparelho, principalmente para o uso corporativo.

Discuta essa postagem no Fórum Omega Geek.

Uma resposta para G1, o primeiro celular com o Google Android

  1. Fingolfin disse:

    Acho q ele vai ficar meio grande por causa do teclado. Hoje eu to indo pra linha de celulares mais simples. Quero fazer quase q um downgrade de celular.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: