H. P. Lovecraft

Discuta essa postagem no Fórum Omega Geek, clicando aqui

O Grande Cthulhu. Yog-Sothtoth. Shub-Niggurath. Nyarlathotep. Dagon. O Necronomicon.

Você já ouviu esses nomes. Pode não saber onde, ou porque, mas sabe que eles te lembram de algo. Alguma coisa no fundo da sua mente te diz pra não pensar sobre isso. Pra não mexer com esses nomes desconhecidos. Afinal, só de pronunciá-los, você pode acordar seus donos.

Assim funciona o universo criado por Howard Phillips Lovecraft. Nascido em 1890, ele morreu em 1937, sem nunca ter publicado um único livro, escreveu sobretudo em cartas, e contos para revistas da época (como a Weird Tales). Seus contos e cartas foram criando o que se chama de “Mitos de Cthulhu”, uma grande mitologia de ficção científica e terror.

Embora talvez seja errado chamar seu estilo de “terror”.

O correto seria chamar de “horror”. Terror é algo palpável. Um vampiro num castelo, um monstro feito de cadáveres, esses são exemplos mais próximos de terror. No universo dos “Mitos”, temos o horror. A coisa muda totalmente de escala, temos deuses-monstros, raças muito mais antigas que a humanidade, seres além da nossa razão.

Do outro lado temos a humanidade. Ou talvez seja injustiça chamar nossa posição de “lado”, afinal não temos poder pra combater, ou ao menos para entender o que acontece. Não somos nem mesmo importantes nesse imenso esquema. Somos pequenos joguetes, num jogo muito maior, cujo tempo mede-se em eras geológicas. Quem tenta se aventurar no assunto perde totalmente a sanidade, ou morre.

Os homens muitas vezes aparecem como adoradores desses deuses, entrando em contato com símbolos antigos, seitas macabras e livros estranhos. Um desses livros tornou-se muito famoso, mesmo fora dos contos. É o Necronomicon, um livro milenar de feitiços de invocação, escrito por Abdul Alhazred, um adorador de Cthulhu e Yog-Sothoth. Embora seja totalmente ficcional, algumas bibliotecas no mundo possuem o livro em suas listas. Estranhamente, ele é sempre descrito como “indisponível”. Um outro Necronomicon surgiu no fim dos anos 70, baseado em mitologia suméria, e “alegando” ser o original. Ficou sendo conhecido como o Simon Necronomicon, devido ao nome de seu suposto escritor.

Algumas teorias conspiratórias inclusive sustentam que Lovecraft se envolveu com alguma dessas sociedades secretas descritas por ele, e por isso tomou conhecimento de todas essas histórias, que fariam parte da verdadeira história do mundo. Enfim, histórias de conspiradores.

Atualmente encontrada na forma de coletâneas de contos, a obra de Lovecraft influenciou muitos escritores atuais, como Neil Gaiman ou Stephen King. Existem também muitas referências às obras em diversas mídias, o Necronomicon é parte importante da história de “Uma Noite Alucinante”(Evil Dead), a cidadezinha de Arkham(onde muitas das histórias ocorrem) dá o nome a um certo asilo muito famoso no mundo dos quadrinhos, e o Grande Cthulhu chegou a fazer uma aparição no desenho d’Os Caça-Fantasmas. Lovecraft ganhou muita popularidade recentemente com a criação de um jogo de RPG baseado nos Mitos.

Os contos de Lovecraft misturam muito bem esses temas com suspense, e são fontes melhores de arrepios que muitos filmes por aí. E, citando o Necronomicon:

That is not dead which can eternal lie.
And with strange aeons even death may die.

Discuta essa postagem no Fórum Omega Geek, clicando aqui

Anúncios

8 Responses to H. P. Lovecraft

  1. Pescaldo disse:

    Recentemente? Até onde eu sei, CoC tem mais de 20 anos já…

    Pesquisarei para confirmar isso.

  2. Danilo disse:

    Hellboy também várias coisas da mitologia de Cthulhu. Inclusive, noi filme do Hellboy aparece um monstro que é bem parecido com ele.

  3. nanigga disse:

    Lovecraft é um autor que eu tenho a maior curiosidade em ler.
    Mas estou esperando o momento certo.

  4. Estranho disse:

    Pescaldo, CoC é antigo sim. Mas os textos mais recentes do Lovecraft são de 35. Mais de 70 anos de distância até aqui. Dá pra chamar os últimos 20 anos de recentemente 🙂

  5. tebas disse:

    nunca li esse cara, mas agora fiquei com vontade :\

  6. Lukaz disse:

    Tenho 2 livros dele na prateleira, esperando eu terminar o que estou lendo atualmente.

  7. Monique disse:

    Penso q vc conheceu esse tal ai pelo RPG hehehehe…brincadeirinha!!!!

  8. roged disse:

    Pois é… acho que agora bateu a curiosidade aqui. Vamos ver se as bibliotecas daqui tem algo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: